Mãe do atacante Ananias se revolta: “Foi por causa do dinheiro?”

Ananias estava na Chapecoense desde 2015 (Foto: Cleberson Silva / Chapecoense)

Ananias estava na Chapecoense desde 2015 (Foto: Cleberson Silva / Chapecoense)

Pela primeira vez após a morte do filho, o atacante Ananias, uma das 71 vítimas do acidente envolvendo o voo da Chapecoense, Rosa Lia falou com a imprensa. No dia da tragédia, a mãe do jogador foi hospitalizada duas vezes e, recuperada, não esconde a indignação com a possibilidade de o acidente ter ocorrido por causa da falta de combustível.

– Eu acho um absurdo como pôde perder tantas vidas com um erro desse. Eu digo: ‘O que foi? Foi dinheiro que falou para esse cara botar combustível nesse avião?’ Foi por isso? Foi por isso que se foram tantas vidas? Uma vida humana não tem preço. Uma dor que estou sentindo no coração, não tem dinheiro que apague. Assim como todas as outras mães. Como a gente pode viver? Foi por causa de dinheiro? – questiona indignada.

Rosa Lia mora em uma casa próxima da Estrada de Ribamar, na região metropolitana de São Luís. A casa foi comprada por Ananias e a mãe era totalmente sustentada pelo filho.

– Ananias era um filho excelente. Um excelente marido, um excelente pai, excelente ser humano. Muito solidário, caridoso e ajudava a família desde sempre. Meu filho quem me sustentava. Meu filho quem pagava minhas contas – disse Rosa Lia.

Assim como restante da família, Rosa Lia se prepara para viajar para Chapecó, onde acompanharão o velório coletivo das 71 vítimas. A cerimônia será realizada na Arena Condá e Ananias será enterrado em Salvador, onde o atacante vivia desde os 12 anos e se casou com a baiana Bárbara Monteiro, com quem tem um filho, chamado Enzo, de cinco anos.

GE

Relatório da PF conclui que houve vazamento do Enem 2016, diz MPF

O Ministério Público Federal (MPF) informou nesta quinta-feira (1) que recebeu relatório da Polícia Federal (PF) que aponta que houve vazamento das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2016). Segundo o MPF, no relatório do inquérito, a Polícia Federal afirma que as provas do primeiro e do segundo dia do exame, além da redação, vazaram antes do início da aplicação para, pelo menos, dois candidatos.

Segundo o MPF, no texto a PF expressa sua convicção de que houve crime de estelionato qualificado. No domingo 6 de novembro, segundo dia de provas do Enem, candidatos foram presos no Ceará e no Amapá flagrados com o tema da redação. Em Fortaleza, a polícia encontrou no bolso de um homem de 34 anos o tema e um texto pronto para ser transcrito. Ele ainda recebeu o gabarito pelo celular e usou também ponto eletrônico na sala do exame.

Em Macapá, um homem de 31 anos foi preso logo depois de deixar o local de prova. Ele confessou que sabia previamente o tema da redação. Com ele, foi encontrado um texto com o assunto “intolerância religiosa”, aplicado no Enem a quase 6 milhões de candidatos em todo o país.

O G1 entrou em contato com o Ministério da Educação (MEC) para obter o posicionamento da pasta e aguarda retorno. Nesta tarde, o o procurador da República Oscar Costa Filho deve detalhar os desdobramentos do caso. O MPF pede que as notas da redação não sejam utilizadas.

Entretanto, em nota, o procurador adiantou que a íntegra do relatório e peças do inquérito serão anexadas ao recurso do MPF que já tramita no Tribunal Regional Federal da 5ª Região, no Recife (PE).

“Uma quadrilha organizada nacionalmente teve acesso antecipado às provas. Isso compromete a lisura do exame e a própria credibilidade da logística de segurança que vem sendo aplicada”, afirmou o procurador.

De acordo com nota do MPF, em um trecho do relatório a PF destaca que, após a análise de celulares apreendidos, “concluiu-se que os candidatos receberam fotografias das provas e tiveram acesso aos gabaritos e ao tema da redação antes do início do exame”.

Frase Código

Ainda de acordo com a nota do MPF, a polícia afirma que os candidatos tiveram acesso à “frase-código” da prova rosa, o que permitia que candidatos que deveriam fazer provas diferentes da rosa pudessem preencher o cartão de respostas de acordo com o gabarito transmitido pela quadrilha, não importando a cor da prova que o candidato tenha recebido no exame, já que a frase-código é o que legitima a correção conforme a cor referente à frase.

“Tanto o gabarito quanto a frase-código foram divulgados antes do exame, o que garante a responsabilidade de afirmar que houve vazamento da prova”, diz o relatório.

A Polícia Federal aponta, ainda, que apesar de dois candidatos terem sido presos em operações policiais diferentes, ambos receberam exatamente as mesmas fotografias com gabaritos das provas, porém de intermediários diferentes, o que indica que a origem do vazamento é a mesma.

Quanto à prova de redação, a perícia da PF identificou que os candidatos presos iniciaram pesquisas no Google sobre o tema da redação a partir de 9h38 do dia 6 de novembro, indicando que tiveram acesso ao tema antes do início da aplicação das provas.

Polícia Civil procura envolvidos em assassinatos ocorridos em Codó

Polícia Civil procura envolvidos na morte de três homens em Codó, MA (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Polícia Civil procura envolvidos na morte de três homens em Codó, MA (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Em Codó, a Polícia Civil está à procura dos envolvidos na morte de três homens que ocorreram no município.

O primeiro assassinato foi de Denis Ribeiro Pereira, de 22 anos. Ele foi encontrado morto com golpes de faca dentro da residência onde morava situado no Residencial São Pedro. O delegado que presidirá o inquérito, Rômulo Vasconcelos, informou que a companheira da vítima revelou o que aconteceu.

Por diversas vezes o Denis estava agredindo a sua companheira por motivo de ciúme, cobrando ciúme dela e com isso teve uma agressão ontem. O irmão dela presenciou e disse que na próxima vez que ele tocasse nela ele iria fazer uma coisa. O irmão dela chamou mais três amigos e mataram dentro da casa dele”, contou o delegado.

No caso de Denis Ribeiro Pereira, a polícia faz buscas pela a cidade tentando prender os três suspeitos do crime e apreender mais um adolescente de apenas 14 anos. O adolescente, segundo a polícia, teria chamado três suspeitos para vingar as agressões da irmã.

Ainda de acordo com a polícia, na madrugada de segunda-feira (28), Raimundo Pimentel Sampaio foi assassinado com três tiros de arma de fogo no bairro Trizidela no momento em que saía de uma festa. Os suspeitos já foram identificados, mas continuam soltos.

Quem também foi morto em Codó foi Jhony Marcos dos Santos. Nesse caso, o delegado Rômulo Vasconcelos identificou seis pessoas que teriam participado da morte de Jhony. Os suspeitos teriam utilizado pedras e pedaços de pau para atingir a vítima na região da cabeça. O crime ocorreu no bairro Codó Novo.

Ele foi passando na rua onde estavam os seis. Chegaram lá e abordaram ele. Jogaram ele no chão, deram pedradas e pauladas na cabeça dele. Os seis estão identificados. São seis pessoas envolvidas no crime. A gente também vai ouvir, tentar representar pelas as suas prisões, mas este crime já está elucidado também”, finalizou o delegado.

G1MA

Juiz proíbe fechamento de agências do Banco do Brasil no Maranhão

Nesta terça-feira (29), o juiz Douglas Melo Martins, titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, tomou uma decisão polêmica e que deve repercutir nacionalmente.

Atendendo uma Ação Civil Pública do PROCON-MA, o magistrado decidiu suspender o fechamento das agências do Banco do Brasil no Maranhão.

“Deferi pedido do @ProconMaranhao e suspendi o encerramento das atividades de Agências do @BancodoBrasil no Maranhão”, escreveu Douglas Martins nas redes sociais.

O magistrado assegurou que sua decisão teve como base resguardar direitos dos consumidores maranhenses.

“A decisão que prolatei hoje tem o objetivo de resguardar direitos dos consumidores e o patrimônio do próprio @BancodoBrasil”, finalizou.

O Banco do Brasil confirmou que no Maranhão seriam 13 agências desativadas, pois cinco serão encerradas e oito transformadas em postos de atendimento.

Agora é aguardar e conferir a repercussão da decisão.

Prefeito Zito Rolim prestigia a 7º edição do Dia do Evangélico em Codó

img_7540Na noite de domingo, dia 27 de novembro, o chamado Corredor da Benção recebeu mais uma grande atração musical para a celebração do Dia do Evangélico. Mais uma vez, milhares de evangélicos e simpatizantes da música gospel lotaram o espaço público para assistir a apresentação do cantor Davi Sacer, que pela segunda vez se apresenta em uma edição do Dia do Evangélico em Codó. Em 2011, na 2ª Edição do Dia do Evangélico do Governo da Nossa Gente, o grande show do cantor Davi Sacer levou mais de 15 mil pessoas ao Corredor da Benção. Em 2016, o momento se tornou mais especial, pois Davi Sacer celebrou seu aniversário ao lado do prefeito Zito Rolim, da Primeira Dama, Eliene Rolim, do Conselho de Pastores e de todo público codoense, com direito a bolo e muita emoção.

img_7505Na oportunidade estavam presentes o Prefeito de Codó, Zito Rolim, o presidente do Conselho de Pastores, Moises Paiva, o vereador Pastor Max, além de outras autoridades municipais epastores de muitas igrejas evangélicas de Codó. A abertura do evento contou com a apresentação do Orquestra Filarmônica da FC Oliveira. A Semana da Cultura Evangélica, assim como a instituição do Dia Municipal do Evangélico, teve início em 2010, no segundo ano de governo do prefeito Zito Rolim, que junto com o conselho de pastores, vem revelando talentos e incentivando a manifestação cultural de jovens pertencentes às diversas congregações evangélicas de Codó, além de trazer grandes artistas da música gospel para o município.

De autoria do vereador Expedito Carneiro, a lei que estabelece a Semana da Cultura Evangélica, e que antecede a festa do dia 30 de novembro, é destinada a promover a cultura evangélica, com grande festival entre ministérios de música, dança e teatro das congregações de toda cidade. Na edição deste ano, o público cantou e glorificou a Deus ao som dos grandes sucessos de Davi Sacer. Com o repertório bem diversificado, Sacer fez um show que emocionou milhares de fãs, levando seus maiores sucessos para os codoenses.

img_7479Para o Prefeito de Codó, Zito Rolim, a Semana da Cultura e o dia do Evangélico já se transformaram em um dos principais eventos do calendário oficial do município, para a comunidade evangélica e toda a população codoense. O prefeito também tem a certeza que o próximo prefeito de Codó terá o mesmo desejo e intenção de fortalecer essa importante data.

Estamos chegando ao fim de nosso segundo mandato e muito satisfeitos por ter conseguido, junto ao esforço dos vereadores e do Conselho de Pastores, a instituição e realização anual da Semana e do Dia do Evangélico, eventos quer sempre uniram nossa população, reforçando nossa fé em Deus”.

O prefeito ainda parabenizou as comunidades evangélicas e todas as famílias que compareceram ao grande momento, mostrando a união do povo e o respeito mútuo entre os habitantes do município. “O Dia do Evangélico será um legado de nossa gestão e um momento especial para nossa comunidade. Esse grande evento ganhou força, amadureceu e se tornou um dos grandes momentos em todos os anos, reunindo não só a comunidade evangélica, mas sim todo aquele que acredita, sente e confia na presença de Deus”. Finalizou.

Ascom- PMC

Apresentador se irrita e quebra cenário ao vivo após uma sequência de erros

A versão paranaense do programa “Cidade Alerta” de sexta-feira (25) surpreendeu com a revolta do apresentador do programa policial. Após um defeito no monitor onde as notícias são apresentadas, ele tomou uma decisão no mínimo inusitada.

“Aqui tem equipamento pra tudo quanto é lado. Se fosse o ‘Balanço Geral’, eles arrumavam alguma coisa pra consertar essa TV”, disse o apresentador enquanto pegava um martelo em uma espécie de “depósito” ao lado do cenário da atração.

Em seguida, o apresentador vai em direção à TV e martela, literalmente, a tela do monitor. Após alguns segundos, a atração entra para os intervalos comerciais. No retorno, o apresentador pediu desculpas para os telespectadores.

Confira o vídeo abaixo.

Fonte: otvfoco.com.br/

Deputado César Pires defende projeto que prevê impessoalidade em publicidade e propaganda oficial

025ebb3e93ee6326cb2a8893ec290a6dO deputado César Pires (PEN) defendeu, na sessão desta quinta-feira (24), o Projeto de Lei nº 194/16, de sua autoria, que disciplina a veiculação impessoal de publicidade e propaganda do Governo Estadual e do Municipal, seus respectivos poderes e entidades da administração indireta.

Ao ocupar a tribuna, o deputado leu o Art. 1º, § 1º do projeto, que diz que fica vedada qualquer forma de propaganda que, direta ou indiretamente, contenha expressões, nomes, mensagens ou imagens que caracterizem promoção de partidos políticos, entidades particulares, serviços públicos ou autoridade dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Em seguida, César Pires frisou que, com seu projeto, visa assegurar o princípio da impessoalidade:

Que se tenha apenas assim: Governo do Estado do Maranhão, Prefeitura Municipal de São Luís, Prefeitura Municipal de Carutapera, Prefeitura Municipal de Tuntum, nada mais do que isso. O que eu quero é que tenha apenas a bandeira do Maranhão e embaixo tenha assim: “Governo do Maranhão”. Se for de Pedreiras, a bandeira de Pedreiras e “Governo do Maranhão”. Só isso e nada mais”, explicou César Pires.

Ele argumentou que, com a posse dos novos prefeitos nos 217 municípios do Maranhão, no dia 1º de janeiro de 2017, muitos gestores municipais vão querer utilizar seus próprios símbolos e slogans em propagandas oficiais. “E isto tem um custo para o Estado, é custo para o município. Quero que se acabe com isso. Só isso que eu quero”, frisou o deputado.

Ele criticou a Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa, dizendo que os membros da CCJ sequer estão se dando ao trabalho de fundamentar suas posições diante das proposições que lhes são apresentadas.

É de se lamentar, mas a Comissão de Constituição e Justiça não busca a fundamentação de suas posições; não teoriza porque não sabe. A Casa é desrespeitada e a Mesa não diz nada. Eu admito que a gente seja obediente ao Governo quando a gente é leal. Eu acho isso normal. Agora não respeitar a própria Casa e a Mesa, tem que dar uma nota. A Mesa tem que dar uma nota de repúdio. Ou não vai dar uma nota de repúdio? Alguém acha certo que um parlamentar use e vem aqui dizer que eu estou errado. Uma Comissão de Constituição e Justiça que não funciona“.

O parecer é assim, quando a gente faz uma Emenda: “não quero”. Com o relator. Expulsam o sujeito, não deixa entrar e a Mesa não se posiciona. Está certo isso? Volto a frisar: parlamento mais frágil que eu vi em debates, em tudo, foi esse aqui. Que me perdoe, mas eu estou disposto a ir para o debate, desde que assim se faça, com fundamentação teórica”, enfatizou César Pires, propondo que seu projeto seja devidamente analisado pelo Plenário da Casa.

Roberto Cobel será o secretário de Infraestrutura e também vai responder pelo setor de Serviços Públicos e Meio Ambiente no Governo de Francisco Nagib

O prefeito eleito Francisco Nagib (PDT) ainda não definiu todos os seus secretários, restando fechar apenas os gestores para as pastas da saúde e educação, mas já definiu quem será o comandante de uma das mais importantes secretarias do governo municipal – Secretaria Infraestrutura e Urbanismo. A pasta que é ocupada atualmente e que, inicialmente havia sido cogitada a permanência de Márcio Esmero, na verdade será administrada pelo empresário Roberto Cobel. Nome indicado pelo grupo que está montando o Governo Nagib.

Sem formação acadêmica, a experiência de Roberto Cobel é administração de suas fazendas e empresas de peças e acessórios automotivos, além de um posto de combustível. No entanto, não será a primeira vez que Roberto estará ocupando cargo público. No primeiro mandato do prefeito Zito Rolim, o empresário chegou a comandar a Secretaria de Infraestrutura, função que voltará a ocupar no novo governo. A passagem de Cobel pela secretaria não durou muito tempo. Alguns meses depois de ter assumido o cargo, Roberto pediu demissão, alegando problemas de saúde.

No governo de Francisco Nagib, Roberto Cobel será uma espécie de super secretário com inúmeros desafios. Isso porque, além de comandar a Infraestrutura e Urbanismo, ele também vai ser responsável por mais duas pastas que serão incorporadas e, portanto, passarão a ser uma única secretaria – Secretaria de Infraestrutura, Urbanismo, Serviços Público e Meio Ambiente. É isso mesmo, Roberto vai cuidar das obras do governo Nagib, será responsável pela limpeza e iluminação da cidade, além de zelar pelo meio ambiente.