Daily Archives: 06/06/2017

Prefeito Nagib sanciona Lei que beneficia estudantes de qualquer orientação religiosa

O prefeito de Codó, Francisco Nagib, sancionou nesta segunda-feira (5) a Lei Nº 22/17, aprovada na 14ª Sessão Ordinária da câmara, que dispõe sobre a aplicação de provas e a atribuição de freqüência a alunos impossibilitados de comparecer à escola, por motivo de liberdade de consciência ou de crenças religiosas.

No artigo 1º da lei, é assegurado ao aluno, por motivo de liberdade de consciência ou de crença religiosa, requerer a instituição de ensino, em que esteja regularmente matriculado, seja ela pública ou privada, ou de qualquer nível de ensino, que lhes sejam aplicadas atividades escolares em dias não coincidentes com o período de guarda religiosa.

A Instituição de ensino fixará data alternativa para a realização da obrigação acadêmica, que deverá coincidir com o período ou turno que o estudante estiver matriculado.

No artigo 2º, poderá o estudante, pelos mesmos motivos previstos no artigo 1º da lei, requerer a instituição de ensino que, em substituição de sua presença em sala de aula e para fins de obtenção de freqüência, lhe seja assegurado que a presença lhe seja dada em aula a ser ministrada em outro dia e horário, apresentar trabalho escrito ou qualquer outra atividade de pesquisa acadêmica determinados pela instituição, observando os parâmetros curriculares e o plano de aula do dia de ausência do estudante.

É uma Lei que irá possibilitar aos alunos a garantia de presença nos dias em estiveram em guarda religiosa e realizarem suas atividades escolares, como trabalhos, testes e provas, em horários alternativos, estabelecidos pela própria instituição de ensino. Isso significa o respeito às tradições religiosas de determinadas orientações de fé, como a dos Adventistas, que não podem realizar atividades aos sábados”, explicou o prefeito Nagib.

Ascom – PMC

Folha de pagamento de servidores da Prefeitura de Codó saltou de quase 9 milhões em janeiro para 11,5 milhões em abril

A situação dos gastos com folha de pagamento da Prefeitura de Codó chegou à uma nível, claramente, insustentável conforme dados da primeira prestação de contas quadrimestral  realizada na Câmara Municipal.

A evolução de janeiro a abril mostra que nem mesmo Zito Rolim, que tinha em torno de  dois mil funcionários a mais que Francisco Nagib, na prefeitura,  pagou tanto numa folha.

Observe, a evolução:

  • JANEIRO – 3.584 servidores (R$ 8.805.199,64,  de folha de pagamento)
  • FEVEREIRO – 3.618 servidores (R$ 9.436.632,20)
  • MARÇO – 4.529 servidores (R$ 11.284.710,29 de folha de pagamento)
  • ABRIL – 4.824 servidores (R$ 11.525.191,35 com folha de pagamento).

Conforme informações do governo municipal em abril, por exemplo, a RECEITA foi de cerca de  R$ 12.900.000,00, destes R$ 11.525.191,35 foram consumidos só com folha de pagamento.

 QUEM LEVA MAIS DO BOLO?

Confira agora quem leva mais do dinheiro público por categoria de servidores tomando como parâmetro somente o mês de abril/2017.

  • EFETIVOS receberam do erário R$ 5.807.324,31
  • COMISSIONADOS (1º escalão) – R$ 917.370,97
  • SELETIVADOS – R$ 645.070,63
  • CONTRATADOS – receberam R$ 4.065.275,71
  • OUTROS – receberam R$ 90.149,93

Com uma folha inchada dessas, o  município tá arrebentado.

Como tem menos gente trabalhando que no governo inchado de Zito Rolim a única explicação que me parece plausível para este descontrole geral das contas do governo é o aumento salarial concedido, no início do governo Nagib, ao seu primeiro escalão.

Enquanto no governo anterior um secretário ganhava, no máximo R$ 7.000,00, o mesmo cargo no governo atual ganha quase 12 mil reais. Querendo ou não, sozinhos os tais comissionados consomem do dinheiro do contribuinte, claro em contrapartida ao seu trabalho, quase R$ 1 milhão mês.

Do Blog do Acélio