Daily Archives: 18/06/2017

Francisco Nagib se posiciona após manifestação e afirma que orçamento de 85 mil em transporte para grupos folclóricos é inviável para o município

Manifestão de integrantes de juninas em Codó

No meio da tarde de sábado (17), um grupo de aproximadamente 30 pessoas que se apresentaram como sendo integrantes de grupos folclóricos da cidade de Codó, se reuniu em frente à casa da família do prefeito Francisco Nagib (PDT) para solicitar transporte para se apresentar em um arraial fora do município – o grupo e o local da apresentação não foram identificados. A Polícia Militar foi solicitada para evitar excessos na manifestação, mas a permanência do grupo foi tranquila, portanto, uma manifestação pacífica.

Desde o início da semana, grupo folclóricos da cidade tem reclamado a indisponibilidade de transporte para os grupos irem até outras cidades fazer parte da programação de festejos juninos em municípios do Maranhão e Piauí. Em decorrência do fato ocorrido nesta tarde, o Blog manteve contato com o prefeito Francisco Nagib para trazer aqui as duas partes. Tanto dos grupos juninos que estão sem veículos para viajar e o motivo pelo qual a prefeitura não disponibilizou o transporte.

Antes, tivemos acesso aos pedidos de solicitação dos grupos folclóricos de Codó solicitando colaboração do poder público com base no custeio dessas viagens. São vários arraiás que estão integrando a programação de pelo menos 5 grupos entre quadrilhas, agora chamadas de juninas e bumba-meu-boi. Tem delas que incluiu na programação, viagens que somadas o valor com transporte chega a mais de 37 mil reais, isso uma única quadrilha, a renascer do Sertão. A Asa Branca apresentou o segundo maior custo, acima de 22 mil reais.

Junina Renascer do Sertão tem orçamento em transporte de mais de 37 mil

Junina Asa Branca mais de 22 mil em transporte

Boa parte desses grupos solicita mais de um ônibus para viajar para lugares que chegam a ultrapassar 400 km de distância. Também tivemos acesso ao comunicado feito pela Secretaria de Governo, por meio do Departamento de Cultura e Juventude, que tem como titular Augusto Serra. No documento, Serra informa ao prefeito a demanda dos grupos folclóricos com as viagens.

De posse desse material, quisemos saber do prefeito, que medidas foram tomadas para amparar esses grupos sobre o que havia sido solicitado para custeio ou disponibilidade de transporte para o deslocamento a esses municípios. E Nagib respondeu.

Francisco Nagib fala de indisponibilidade de recursos

O prefeito informou que ao tomar conhecimento da rota incluída na programação de apresentação de cada grupo cultural de Codó, viu que o município não dispunha da quantidade de recursos necessária para custear todas as viagens, apesar de entender que a cultura codoense, pela sua riqueza e importância. Nagib declarou que, para ajudar aos grupos com os custos de indumentária doou uma motocicleta para ser rifada e, assim, todos pudessem confeccionar o material como já haviam definido.

Nagib afirmou que teve grupo de quadrilha que chegou, inclusive, a arrecadar mais de 10 mil reais, assim como outros que, na medida do possível, também conseguiram arrecadar. “Eu ajudei a todas. Teve quadrilha que conseguiu 11.000 nas vendas nas rifas. 80% das quadrilhas receberam mais que o ano passado. Na ideia minha e aceita por todas as quadrilhas de doar moto e fazer as rifas”, disse Nagib.

O prefeito disse ainda que o valor somado do custeio com transporte chegou a 85 mil reais. Como o município não dispõe desses recursos, poderia ceder a frota do município, mas este também ficou inviável, visto que, a prefeitura conta somente com ônibus de transporte escolar o que inviabiliza a circulação dos mesmos em rodovias federais que não seja a serviço para o qual foram adquiridos. “A prefeitura de Codó não tem dotação para gastar mais 85 mil em ônibus (rodoviários), pois não tem licitação para o mesmo. Somente ônibus escolar que não pode pegar BR”.

Nagib informou que na próxima segunda-feira (19), assim como já programado, fará entrega de incentivo financeiro a todos os grupos folclóricos de Codó conforme já havia combinados com todos. O prefeito disse ainda que está em aprovação junto ao Governo do Estado, um projeto para investimento no ‘São João’ que visa a realização de um evento em que todos os grupos possam se apresentar com premiação, além da contratação de bandas locais e nacionais para o festejo previsto para ser realizado de 05 a 09 de julho de 2017.

Com premiação maior que os anos anteriores. No projeto consta apoio de bandas locais 14 brandas, 2 nacionais, palco, som, segurança, ornamentação e barracas, divulgação, incentivo cultura para as brincadeiras locais como bumba-meu-boi, quadrilhas juninas e danças diversas”, completou.

Por fim, o prefeito disse que a falta de recursos se dá, devido aos serviços que estão sendo realizados no município com reformas, conclusão de obras e outros trabalhos que estão sendo finalizados para implementar e melhorar a qualidade nos atendimentos, sobretudo, na área de saúde. “O que as quadrilhas estão pedindo para viagem fica inviável pois estamos focando nos investimentos de reforma do HGM, equipamentos do HGM, medicamento os postos, asfalto, pontes, reforma de escola 15 unidades reformada em 5 meses, reforma do matadouro. Tudo isso que estamos nesse momento executando na cidade eu quero fazer um grande são João em Codó”, concluiu.

Super queimão de retalhes do Paraíba começa nesta segunda-feira em Codó