Autoridades de segurança e ambientais se unem para combater práticas criminosas de incêndios no lixão de Codó

Depois que as noites passaram a ficar ainda mais tóxicas em, pelo menos, quatro bairros da cidade de Codó, devido à fumaça provocada pela queimada de resíduos sólidos no lixão, as autoridades de segurança e ambientais formadas pelo Corpo de Bombeiros Militar e Polícia Militar e a Secretaria de Meio Ambiente do Município passaram a monitorar como e por quem esses focos estão sendo provocados.

Nesta quinta-feira (25), houve uma reunião na sede do 17° BPM/MA e foi indicado pelo Corpo de Bombeiros e representante dos catadores, que os focos de incêndio que vem prejudicando ainda mais a saúde da população, são atos de criminosos, ou seja, estão ocorrendo propositalmente.

De acordo com o capitão Wilson Belo (15ª CIB/MA), a suspeita partiu do ponto em que os focos ocorrem em locais diferentes, o que, segundo Cap. Belo, indica claramente que os incêndios no lixão estão sendo provocados intencionalmente.

O motivo e quem são os autores é o que as autoridades passam a buscar a partir de agora com a união de forças, tanto de segurança, quanto ambientais do município num trabalho que será desenvolvido no local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.