Corpo de Bombeiros Militar delimita estratégias e reforça ações de enfrentamento de crises no Maranhão

Equipes do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA) reuniram nesta quinta-feira (19), para discutir o planejamento voltado ao enfrentamento de desastres por conta das chuvas no Estado e monitoramento de casos de coronavírus (Covid-19). No período chuvoso, época em que centenas de famílias podem ficar desabrigadas e desalojadas, o Governo do Estado mobiliza mais efetivo e reforça as atividades e operações de rotina.

Os bombeiros terão funções especiais no gerenciamento de crises e para tanto, foi criada uma Sala de Situação, que será utilizada como centro de organização de informações estratégicas, explica o comandante geral do CBMMA, coronel Célio Roberto de Araújo. “O objetivo é identificar ocorrências como inundações, alagamentos e o enfrentamento a desastres biológicos. Com isso, subsidiar a tomada de decisão para adoção antecipada de medidas no sentido de reduzir os prejuízos à sociedade”, disse o coronel.

Entre os assuntos discutidos no encontro, a preocupação com a aglomeração de pessoas retiradas nos locais com risco de inundações ganhou destaque. Para enfrentar o problema, um maior número de prédios e espaços públicos já estão sendo utilizados para o acolhimento das famílias, e estas recebem atendimento e apoio das equipes do Corpo de Bombeiros do Maranhão. 

Durante a reunião foi apresentado, ainda, um guia para gerenciamento de abrigos temporários. Organizado pela Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (CEPDECMA), o guia possui orientações especiais sobre higienização das mãos e demais ações contra a transmissão do coronavírus (Covid-19) e do H1N1. As orientações são repassadas pelos agentes de Defesa Civil e bombeiros, durante as ações de acomodação das pessoas em situação de risco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.